Repositório de recursos e documentos com interesse para a Genealogia

Logo

  • Primeiros passos em Genealogia: como começar, onde pesquisar, recursos disponíveis e outras informações.

  • Apelidos de família: de onde vêm, como se formaram.

  • Índices de passaportes, bilhetes de identidade, inquirições de genere e outros.

25 de junho de 2019

25 de junho de 2019 por MC Barros comentários
Dissertação de Maria da Conceição Costa Carneiro, onde vêm referidas muitas pessoas moradoras em Braga, como denunciantes ou denunciados, as suas profissões, moradas, crimes, etc. Contém ainda algumas árvores genealógicas. O PDF é pesquisável.

Árvore da família Saraiva



Resumo
A visitação inquisitorial, estabelecida pela primeira vez de forma sistemática no Regimento do Santo Ofício de 1552, foi de uma extraordinária importância e as implicações a ela inerentes tornaram-se sinais reveladores do poder concentrado nas mãos dos tribunais que, através delas inspeccionavam o estado espiritual / moral da população sob a sua jurisdição com vista a uma correcção dos desvios encontrados isto é a uma reforma a nível temporal e espiritual.

A visita tomava-se importante pelo medo e pela pressão psicológica a ela inerentes, pelas penas impostas e pelo objectivo de terminar com qualquer foco de heresia.

Veremos que apesar da importância dos cristãos-novos que constituíam, sem dúvida, o foco de incidência da acção inquisitorial, veremos ainda, a Inquisição julgar outros casos - Sodomia, solicitação, proposições reveladoras de desrespeito pelo Santo Ofício, feitiçaria , bigamia e outros delitos que estão patentes nos livros de confissão, no próprio livro da visitação, nos livros de autos-de-fé, nos processos inquisitoriais desencadeados e num conjunto de informações que nos são dadas a conhecer quer através da análise de documentos referentes à Inquisição de Coimbra quer de documentos relativos à Inquisição de Lisboa.

Assim, o trabalho teve como ponto de partida o Livro N° 666 de Coimbra referente à visitação de Entre Douro e Minho cujo itinerário começou em Aveiro em 16 de Fevereiro de 1618, seguindo o Porto, Vila do Conde, Barcelos, Braga , Viana do Castelo, Caminha, Valença, Monção, Ponte de Lima, Guimarães, sendo interrompida a 10 de Dezembro de 1618 quando o inquisidor foi chamado a Madrid. Esta só recomeçou a 28 de Fevereiro de 1620 em Amarante, depois Vila Real e por fim Lamego a 9 de Maio de 1620.  

kwADBraga
Publicado em:

0 comentários:

Enviar um comentário

Biblioteca
Videoteca