Repositório de recursos e documentos com interesse para a Genealogia

Logo

  • Primeiros passos em Genealogia: como começar, onde pesquisar, recursos disponíveis e outras informações.

  • Apelidos de família: de onde vêm, como se formaram.

  • Índices de passaportes, bilhetes de identidade, inquirições de genere e outros.

21 de junho de 2022

21 de junho de 2022 por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de crismas, baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
O nosso agradecimento à Eva Marques que disponibilizou os seus índices de Gondomar e Vila Nova de Gaia, a José António Reis pelos índices de Marco de Canaveses, a Álvaro Holstein e Marcelina Gama Leandro pelos índices de Santo Ildefonso, a Joaquim Martins pelo índice de Campanhã, Santa Marinha, Laundos e Estela, a Carlos Manuel Pinto da Costa pelos índices de Crestuma, Sandim, Lever, Olival e Pedroso, a Manuel Montenegro pelos índices de Junqueira e Arcos, a Margarida Ferreira pelo índice de óbitos de Santa Marinha/Vila Nova de Gaia; Ricardo Brochado pelo índice de São Cosme-Gondomar, a Jorge Pacheco pelo índice de baptismo de Vila Caiz; Fernando Ferreira Vilarinho pelo índice de baptismos de Azurara; a Paulo Almeida pelos índices de Abragão-Penafiel e de Vila Boa de Quires e ao Paulo Almeida.



Dica: Use a barra de deslocamento à direita da tabela para ver mais índices. Clique nas datas para aceder aos índices.




  • 27/05/2018 - Adicionado índice de Casamentos da freguesia de Campanhã, concelho do Porto, 1588 a 1899 de autoria do Joaquim Martins.                                      
  • 06/01/2020 - Actualização do índice de Casamentos da freguesia de Campanhã, concelho do Porto. Foi acrescentado o índice de 1899 a 1911 de autoria do Joaquim Martins

Originalmente publicado em 10/10/2014
kwADPorto
por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
O nosso agradecimento à Helena DS Gaspar pelo índice de Nozedo e ao Manuel Montenegro pelo índice de Godiml


Baptismos dispersos - para quem pesquisa neste distrito, nomeadamente em S. Faustino da Régua, na freguesia de Magrelos, Marco de Canaveses (distrito do Porto), num livro de baptismos com a referência PT/ADPRT/PRQ/PMCN10/001/0002 encontra-se a seguinte nota:
“Entre as fls. 286 e 287 contém intercaladas 10 fls, numeradas 41 a 50, com assentos de baptizados de 1746 Janeiro 26 a 1746 Novembro 12 que pertencem à freguesia se S. Faustino da Régua e que indevidamente foram encadernados neste volume.”
Estas folhas correspondem às imagens 208 a 218 do livro online.
Esta informação foi-nos enviada por João Correia, a quem agradecemos o cuidado em alertar outros pesquisadores desta zona geográfica.


Chegada do primeiro combóio a Vila Real, 1906

Dica: Use a barra de deslocamento à direita da tabela para ver mais índices. Clique nas datas para aceder aos índices.

kwADVilaReal


Inicialmente publicado em 12/04/2015

7 de junho de 2022

7 de junho de 2022 por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de crismas, baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
Agradecemos a  Nadine Gray (Menezes) pelo índice de Prazeres.




Dica: Use a barra de deslocamento à direita da tabela para ver mais índices. Clique nas datas para aceder aos índices.





kwADMadeira

26 de maio de 2022

26 de maio de 2022 por Paula Peixoto comentários

 Projeto: Registros de Batismo 1889-1900 e de Registros de Matrimônio 1985 a 1915 custodiados pela Paróquia Santa Teresa em Ribeira do Pombal, resultado de um trabalho voltado para a organização e tratamento arquivístico dos registros que contemplam a digitalização de 08 (oito) livros de Registros de Batismo no período de 1889 – 1900 e 02 (dois) livros de Registros de Matrimônio no período de 1895 – 1915...


O objetivo do Projeto é preservar e difundir os registros de Batismo produzidos no período de 1889 a 1900 e os registros de Matrimônio produzidos no período de 1895 a 1915 custodiados pela Paróquia de Santa Teresa em Ribeira do Pombal – Bahia.

Acesso aos livros AQUI

in Arquivo de Santa Teresa

11 de maio de 2022

11 de maio de 2022 por GenealogiaFB comentários
Foi com profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento da nossa querida amiga e co-fundadora deste blogue, Manuela Alves, no passado dia 9 de Maio.
 
Licenciada em História, Mestre pela Universidade do Minho, foi professora e autora de vários manuais escolares. Desenvolveu e colaborou em diversos projectos relacionados não só com Genealogia, mas também com a História da sua cidade. Portuense de corpo e alma, orgulhava-se da sua ascendência minhota, à qual atribuía a sua faceta combativa, onde tivemos o gosto de encontrar ascendentes comuns.

A partida da Manuela deixa-nos muitas memórias que guardamos com muito carinho. Frequentemente, quando revisitávamos o início deste projecto, surpreendíamo-nos com o caminho que tomou e o sucesso que alcançou, prova de que fazia falta um espaço que olhasse para a Genealogia como uma ciência inclusiva, ao alcance de todos.
 
No início, em 2014, este projecto destinava-se a concretizar apenas uma tarefa: criar uma base de dados que reunisse a informação que constava já no Arquivo Distrital de Braga sobre processos de Inquirição de Genere desse arcebispado, mas sem digitalização, à documentação disponibilizada em linha pelo FamilySearch que, por outro lado, não possuía qualquer descrição. Este desencontro entre o material físico e a indexação dificultava imenso a pesquisa. Desafio lançado, a tarefa era hercúlea, mas fomos encontrando caminhos e contornando obstáculos. Contámos também com a ajuda de diversos amigos. Perante a aceitação que teve, compreendemos que era necessário fazer mais.
 
Era necessário um acesso mais “democrático” à documentação, em horários compatíveis com a actividade profissional dos que se dedicam a esta ciência no seu tempo livre. O resto viria naturalmente, com a ajuda dos muitos genealogistas, amadores e profissionais, historiadores, investigadores, profissionais dos arquivos… enfim, da comunidade tão diversa que se foi reunindo em torno desta aventura.
 
Outros trabalhos foram surgindo, de onde se destacam as bases de dados relativas a cristãos-novos e aos boletins dos combatentes do Corpo Expedicionário Português, que tantos genealogistas e investigadores têm procurado e utilizado nos seus próprios projectos, sem esquecer os diversos tipos de indexação e divulgação que fomos fazendo ao longo destes anos.
 
Foram muitas horas diárias de trabalho em conjunto, executando projectos que fomos publicando aqui, já pensando nos próximos, a que não faltou uma boa dose de humor e encorajamento mútuo. Reunidas nos bastidores do grupo do Facebook associado a este blogue, empenhámos-nos também em criar e manter uma comunidade de entreajuda num ambiente afável e agradável, nunca descurando a sua moderação porque tudo era decidido entre as três, em equipa. Aí fomos desenvolvendo uma grande amizade, conversando também sobre nós, as nossas vidas... como foram bons esses momentos, que felicidade podermos tê-los vivido com a Manuela!
 
Foram também muitas as frustrações que sentimos perante a incompreensão e atavismo de algumas entidades que não entendiam o interesse do cidadão comum pela sua história de família. Nada que fizesse a Manuela baixar os braços. Contactou arquivos, câmaras municipais, escolas e universidades, pedindo mais acesso à documentação, contrapondo o interesse de dezenas de milhar de interessados nesse património, mas dele excluídos devido à ausência de digitalização.
 
Empenhou-se na divulgação de todo o tipo de fontes, prestando um serviço, não só a nós, genealogistas amadores, assim como profissionais, mas também às próprias instituições que viram o seu património documental valorizado por um público mais alargado. Trouxe-nos, inclusive, fontes desconhecidas do público de que é exemplo o lançamento da décima.
 
Encorajou a pesquisa séculos afora até às raízes medievais, através da partilha da sua própria aventura nesse tipo de fontes e daquilo que foi descobrindo. Apoiou também iniciativas individuais de muito mérito, como é o caso do tombo.pt.
 
Muitos recordarão a Manuela pelo seu incansável gosto em partilhar o seu conhecimento, apontando os caminhos correctos, distinguindo ciência de mitologia, e pela ajuda desinteressada que prestou à comunidade, aqui e no grupo do Facebook. Nós recordamo-la por isso tudo, mas sobretudo pela amizade que fomos construindo ao longo dos anos.
 
Habituámo-nos a tê-la sempre connosco e é assim que continuará para nós, parte inseparável deste projecto que continua, como sempre foi o seu desejo.
 
Obrigada por tudo. Descanse em paz, Manuela. 
Paula e Maria do Céu

11 de abril de 2022

11 de abril de 2022 por Gnealogiafb2 comentários

 Índice Livros Mistos - estes índices facilitam a pesquisa dos diferentes tipos de  registo (casamentos, baptismos e óbitos) que se encontram reunidos num mesmo livro, a partilha dos mesmos.



Concelho de Coimbra:

- Castelo Viegas 1743 a 1808

Concelho de Tábua:

- Ázere 1592 a 1687

- Ázere 1685 a 1832

- Ázere 1694 a 1741

- Carapinha 1620 a 1749

- Covelo 1665 a 1791


kwADCoimbra

28 de março de 2022

28 de março de 2022 por Paula Peixoto comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
O nosso agradecimento ao Rafael Baker Botelho, Nuno Marques Garrido e ao Joaquim Martins pela disponibilização dos seus índices que aqui também se partilham.



Dica: Clique no nome do livro para o abrir; clique em Excel para abrir o índice.

Dica: Clique nas datas para aceder aos índices.

Soito, Sabugal
Soitogenea - É objectivo do autor, dar a conhecer os assentos paroquiais do Soito, Sabugal. Para já perto de 2000 mil resumos de assentos de casamento, de 1735 a 1945 e óbitos, de 1901 a 1910.
No blog Soito Imagens, encontram-se também alguns índices de registos paroquiais.
Saber Soito índices, origem de alguns apelidos entre outros assuntos dedicados à freguesia de Soito.
Todos estes blogues são do mesmo autor

Freixedas, Pinhel
Através de José António Reis, tomamos conhecimento da existência destas "súmulas de um livro de óbitos perdido, da freguesia de Freixedas do tempo das invasões francesas. As fotocópias integrais deste livro estão no Arquivo Distrital da Guarda (oferecidas pelo autor) e provavelmente poderão ser consultadas". 

Nas palavras do autor, Lívio Correia, extraídas do preâmbulo deste livro:

Muitas são as causas apontadas para a ausência dos livros nos arquivos oficiais. Todavia, antes de admitir a sua perda total, atitude positiva consiste em colocar a hipótese otimista de que eles podem encontrar-se ainda na posse de outras entidades. Isso permite manter a esperança de os podermos consultar algum dia. Procurá-los e divulgá-los é portanto a ação prioritária, já que a sua perda, por efeito de guerras, de catástrofes naturais, da natureza perecível dos materiais utilizados, ou da incúria dos homens, essa sim é um facto irreversível.
(...)
E assim encontrei no arquivo paroquial de Freixedas um "Livro de Necrologia" que nada mais é que um livro de óbitos de um dos períodos em falta. Tive a maior satisfação de receber do pároco à época, o Rev. Delfim Pires, a melhor cooperação para a sua consulta e fotocópia. A ele quero por isso manifestar o meu vivo agradecimento.
Este "Livro de Necrologia" é um livro de óbitos de 10.7.1794 a 31.5.1806 e, com um salto de 16 anos, continua em 5.3.1822 e termina em 2.8.1858. Abrange por isso muitas décadas.

kwADGuarda

Originalmente publicado em 02/11/2014

12 de março de 2022

12 de março de 2022 por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
Agradecemos ao Edmundo Vieira Simões e à Laura Santos, pelos índices de Chancelaria e de Mata Antiga, assim como a José Fernando Maltez pelo índice da Golegã.
Agradecemos à Ana Paula Neves pelo índice de Dornes
Agradecemos ao António José Mendes pelos índices de Almoster

Índices da freguesia de Alcaravela, concelho do Sardoal, encontram-se disponíveis no grupo do Facebook Genealogia de Alcaravela

Cerco ao castelo de Torres Novas

Dica: Clique nas datas para aceder aos índices.

(1) Livro de Casamentos 1, existente na Torre do Tombo, mas ainda não descrito no site.
(2) Livros não estão online.

Originalmente publicado em 19/4/2015
kwADSantarem

16 de fevereiro de 2022

16 de fevereiro de 2022 por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
O nosso muito obrigada ao António Filipe Rebola Rosado, Mariana Borralho e Henrique de Melo Banha, que disponibilizaram os seus índices, trabalhos que aqui se publicam. Estes índices não estão completos, mas serão actualizados ao longo do tempo.

Castelo de Evoramonte, Estremoz

Dica: Use a barra de deslocamento à direita da tabela para ver mais índices. Clique nas datas para aceder aos índices.

Originalmente publicado em 22/2/2015
kwADEvora
por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas. Abrimos o distrito de Castelo Branco com índices de casamentos, da autoria de António da Graça Pereira.

Actualização 25-03-2017: adicionados os índices de baptismos, casamentos e óbitos de Nesperal, 1824-1811, realizados por José Mendes.
Actualização  02-01-2018 adicionados os índices de óbitos e baptismos de Cernache do Bonjardim, 1855 a 1911, realizados por Ricardo Venâncio. Adicionados índices baptismo de Malpica do Tejo, 1847 a 1911, realizados por António da Graça Pereira.
Actualização 08-04-1965 adicionado o índice de casamentos de Cernache do Bonjardim, 1565 a 1643, realizado por José Mendes
Actualização 15-04-2019: adicionado índice livro Misto, 1676 a 1763, da freguesia de Palhares, concelho da Sertã. Falta índice de óbitos;
Índice Casamentos, 1643 a 1689, de Cernache do Bonjardim;
Índice livro Misto, 1640 a 1674, freguesia do Castelo;
Todos estes índices são de autoria do José Mendes.
Actualização 04/09/2019 - Adicionado índice livro Misto 1575 a 1668 da freguesia de Castelo, índice casamento 1645 a 1695 da freguesia de Nesperal, realizados por José Mendes

Bordado de Castelo Branco LusitaniaTradition.com 03
Colcha da Arvore da Vida com Cavaleiros - Bordado de Castelo Branco

Dica: Clique nas datas para aceder aos índices.

(a) Notas do Autor:

Cebola e Sobral foram ambas desanexadas de Casegas, correspondendo o território pós-1802 das três freguesias (inalterado até às recentes fusões) ao território pré-1762 da freguesia de Casegas.

Indicam-se todas as datas, idades, filiações, cônjuges anteriores e dispensas, quando indicado. São também indicadas as naturalidades/origens dos cônjuges, ou do casal dos pais.

Até 1859 indica-se o número de folha no livro, e a partir de 1860 o número do registo.


Originalmente publicado em 23/2/2016
kwADCasteloBranco
por Maria do Céu Barros comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui alguns trabalhos elaborados por colaboradores para seu uso próprio e que, generosamente, decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.

O nosso muito obrigada à Carina Albano, Vânia Viegas, João Naia, Catarina Casimiro e ao Luís Salreta pela partilha dos seus índices.

O índice de óbitos, da freguesia de Giões não se encontra completo.


Dica: Use a barra de deslocamento à direita da tabela para ver mais índices. Clique nas datas para aceder aos índices.

[1] PDF com imagens do índice


Originalmente publicado em 12/2/2015
kwADFaro

10 de fevereiro de 2022

10 de fevereiro de 2022 por Manuela Alves comentários

Pareceu-me de incontestável interesse genealógico divulgar os dois volumes referentes aos anos de 1928 e 1929 do  Elucidário nobiliarchico : revista de história e de arte  Dornelas, Afonso de, 1880-1944, que constam  sob a forma de pdf"s pesquisáveis na Hemeroteca Digital de Lisboa in



 

6 de fevereiro de 2022

6 de fevereiro de 2022 por Maria do Céu Barros comentários
Por ter ascendência em Sedielos (Peso da Régua), freguesia cujos primeiros livros paroquiais são de consulta difícil, Hernâni Maia elaborou uma base de dados em formato digital com os conteúdos dos três primeiros livros (M1, M2, M3 e parte do M4, ou, na versão informática DigitArq, 188, 189, 190 e 191), cobrindo um período que vai de 1565 a 1720, aproximadamente, aqui publicada em 2015. Entretanto, o autor terminou o livro M4,  a totalidade do livro M5 e, ainda, todos os casamentos registados nos livros M6 e M7, ampliando a base de dados até meados do século XVIII.

Em Janeiro de 2020 a base de dados foi acrescentada por uma considerável quantidade de nova informação relativa a casamentos de pessoas de Sedielos em outras freguesias. O autor refez ainda todas as hiperligações para os livros paroquiais. De forma a prevenir possíveis novas rupturas de links causadas por alterações inesperadas efectuadas pelos arquivos, cada hiperligação contém agora uma referência ao livro, imagem, folha e nº de ordem respectivos. Assim, as letras B, C, Cr e O referem “Baptismos”, “Casamentos”, “Crismas” e “Óbitos”, e o número apenso refere o número de ordem do livro onde se encontra a informação (1.o, 2.o, etc.). A seguir a esta letra e número, é indicado, como anteriormente, o número da imagem informática referente à página onde se encontra o registo, seguido pelo número da folha e pela ordem em que aparece.

Assim, tomando como exemplo o óbito de Melchior Guedes, a referência indicada é:
O1-0027-207-9 
onde:
O1  é o livro de óbitos n.º 1
0027 é a imagem 27
207 é o nº da folha
9  é o nº de ordem do respectivo assento

Foi usada idêntica metodologia para as hiperligações situadas em notas de pé de página; porém, para dinamizar o acesso, o nome da freguesia que precede cada hiperligação ficou agora também hiperligado à correspondente página de Tombo.pt.

Caso se quebre a ligação directa ao paroquial, é possível, assim, continuar a aceder ao respectivo livro através do tombo.pt ou das páginas do próprio arquivo.

Chamamos a atenção para a NOTA PRÉVIA com que o autor inicia este trabalho, onde se esclarecem as linhas gerais que orientaram a construção da base de dados.

Trabalhadores das vindimas levando as uvas para o lagar.

Construíram-se inicialmente quatro bases de dados contendo toda a informação relevante recolhida nos dois livros relativamente aos baptismos, aos crismas, aos casamentos e aos óbitos(...). A seguir construiu-se uma BASE DE DADOS global contendo toda a informação das quatro bases de dados originais, mas organizada por famílias. Então, por comparação e cruzamento dos dados assim adquiridos, efectuados por pesquisa recorrendo à função de busca, foi possível completar muitos dos registos originais com os nomes dos pais (principalmente o da mãe) e dos cônjuges (principalmente o da mulher) que estavam omissos e, ainda, da aldeia ou lugar da sua residência.


Com a actualização de Dezembro 2017, fica terminada a última extensão que o autor se propôs realizar para a BASE DE DADOS de Sedielos, que consistia em vir a atingir meados do século XVIII, quando os assentos paroquiais passaram a registar também os nomes dos avós. 


Com efeito, era objectivo deste meu trabalho dar uma ajuda a quem quisesse investigar para trás de 1750, dado que, além de nele ter ficado reunida toda a correspondente informação paroquial, se torna agora possível e fácil realizar uma rápida pesquisa de nomes por recurso às hiperligações que incluí.
Acresce, naturalmente, que o trabalho encerra uma enorme e minuciosa investigação no sentido de estabelecer ligações interfamiliares, muitas vezes baseadas em meros indícios de parentesco. Em alguns casos as minhas propostas poderão estar erradas. Com esta convicção, registei e incluí também todos os casamentos (149) realizados em Sedielos entre 1756 e 1774, o que me permitiu confirmar uma parte muito apreciável das ligações geracionais que pude deduzir para a primeira metade do século XVIII.
A análise destes casamentos permitiu também identificar, registar e incluir 79 casais que se constituíram durante o período 1743—1756 para o qual não havia qualquer informação, dado que o respectivo livro paroquial foi extraviado.

Para além da indexação dos registos, o autor faz também a reconstituição das famílias, disponibilizando amavelmente neste blog, os seis volumes que constituem este excelente trabalho, cada um deles com uma introdução onde encontram informação detalhada sobre os dados neles constantes.

Toda a informação recolhida a partir dos textos originais está inscrita a preto, enquanto toda aquela que foi obtida por cruzamento de dados e mereça dúvida está inscrita a vermelho. Em muitos casos esta informação a vermelho poderá vir a ser dada como certa, ou provavelmente certa, enquanto outra pode estar errada, mas em todos os casos foi intenção do autor fornecer possíveis pistas, deixando aos eventuais utentes a tarefa de confirmarem se estão certas ou não.

Nota: os documentos contém um sistema de navegação interna, através de marcadores e hiperligações, que apenas funcionam depois de os ficheiros serem transferidos para o computador. É aconselhável, por isso, fazerem a transferência para que possam tirar proveito dessas funcionalidades.


Volume Título Descrição Actualizado
1
BD-S Famílias e Pessoas em Sedielos Base de Dados Principal 06-02-2022 
2
BD-SA1 Casais em Sedielos Base de Dados Auxiliar 20-04-2021
2
BD-SA2 Homens com estado em Sedielos Base de Dados Auxiliar
Esta base é derivada da BD-SA1, mas com outras opções de pesquisa. Vide Actualização de 24/10/2015, mais abaixo.
20-04-2021
3
BD-S Baptismos Índice 1590-1732 23-01-2020
4
BD-SC Crismas  Índice  23-01-2020
5
BD-SM Matrimónios Índice 1593-1732 23-01-2020
6
BD-SO Óbitos Índice 1588-1732 23-01-2020


Actualização 06/02/2022
Foi actualizada a base de dados principal BD-S

Actualização 20/04/2021
Foram actualizadas as Bases de dados BD-S, BD-SA1 e a BD-SA2.

Actualização 12/05/2019
Devido a falhas no redirecionamento de hiperligações por parte da DGLAB, causando a ruptura dos links na base de dados principal, foi substituído o ficheiro 1 BD-S -- Famílias e Pessoas em Sedielos.pdf. Volta, assim, a ser possível aceder aos registos paroquiais a partir desta base de dados.

Actualização 25/01/2019
A base de dados foi actualizada com algumas correcções e, principalmente, com inúmeras datas de matrimónios de casais de Sedielos efectuados noutras freguesias; foram também incluídas hiperligações aos respectivos paroquiais. Este melhoramento foi possível graças ao empenho dalguns utentes que generosamente lhe cederam informação que tinham obtido nas sua pesquisas; os seus nomes estão referidos no AGRADECIMENTO.

Actualização 3/12/2017
Foi acrescentado o que faltava do livro M4 e a totalidade do livro M5 e, ainda, todos os casamentos registados nos livros M6 e M7. 

Actualização 28/09/2017
Foi terminado o livro M4. A base de dados foi corrigida, em alguns aspectos melhorada e ampliada até 1732, o que corresponde a um acréscimo de cerca de 13% relativamente à versão anterior.

Actualização 16-01-2017
Esta nova versão já inclui parte do livro M4, até 1720 em todos os ficheiros, enquanto a versão anterior terminava no fim do livro M3, isto.é, por volta de 1703 — o que corresponde a uma ampliação em cerca de 15 %. Esta ampliação permitiu a correcção de alguns erros da parte terminal da versão anterior. A base de dados principal (BD-S) foi também reformatada de molde a ficar com uma estrutura mais simple e mais racional.

Actualização de 24/12/2015
Versão aumentada, mas também corrigida, pois embora a informação recolhida no livro M3 tenha permitido confirmar como certas muitas das propostas incluídas na versão anterior, também permitiu corrigir outras que na verdade não se justificavam — e também completar muita da informação compreendida nos dois livros anteriores.

Actualização de 24/10/2015:
Foram feitas várias emendas e correcções nas bases de dados e índices.
O ficheiro “2 BD-S Casais em Sedielos” foi substituído pelo novo “2 BD-SA1 Casais em Sedielos” e acrescentou-se um novo, derivado deste, em que a coluna “Mãe” foi trocada pela coluna “Pai”, designado “2 BD-SA2 Homens com estado em Sedielos. Este novo ficheiro é especialmente útil para localizar “[homem] morador em …”, isto é, “(nome de homem)tab(lugar)” enquanto o anterior permitia (e permite) procurar “[mulher] moradora em …”, isto é, “(nome de mulher)tab(lugar)”.

O autor agradece todas as emendas, sugestões ou comentários que queiram ter a amabilidade de comunicar, para que possa proceder a correcções.


Originalmente publicado em 21/4/2015
kwADVilaReal

22 de janeiro de 2022

22 de janeiro de 2022 por Manuela Alves comentários

 Indignos de servir: os candidatos rejeitados pelo Santo Ofício português (1680-1780) Luiz Fernando R Lopes, 2018

"Tendo como fontes prioritárias de investigação as Habilitações Incompletas do Tribunal do Santo Ofício, esta tese busca analisar o que foi a política de rejeição da Inquisição portuguesa, privilegiando tanto o aspecto institucional quanto a dimensão social. É interesse maior deste estudo compreender como funcionavam os procedimentos da instituição para se empreender a reprovação de candidatos a agentes inquisitoriais, revelando quais foram os mais frequentes roteiros administrativos seguidos e os principais fundamentos utilizados pelo tribunal para negar o provimento, bem como suas transformações ao longo do tempo. Esta pesquisa lança luzes sobre os dois principais grupos sociais rejeitados pela Inquisição, os infamados como cristãos-novos e como mulatos, buscando revelar quais foram suas estratégias para tentar alcançar a admissão no tribunal e como se deram suas contraditas diante do óbice. Por fim, a investigação concentra-se nas Minas Gerais setecentistas para desvelar o perfil social dos rejeitados da capitania e, por meio do cruzamento das habilitações fracassadas com fontes cartoriais dos arquivos mineiros, revelar, em alguma medida, o que se fez com a rejeição nesta sociedade colonial."

13 de dezembro de 2021

13 de dezembro de 2021 por GenealogiaFB comentários
De acordo com o princípio que norteou a criação deste blog, publicamos aqui trabalhos, alguns elaborados por nós, outros por colaboradores que generosamente decidiram partilhar. Trata-se de índices de baptismos, casamentos ou óbitos, de algumas localidades, muito úteis para quem pesquisa nessas zonas.
Agradecemos ao Joaquim Martins, à Vânia Viegas, à Paula Peixoto, ao Carlos Viana, ao Manuel Montenegro, ao Paulo Ferreira, à Manuela Castelão e ao Fernando Vilarinho pela partilha dos seus índices.

Rua Nova de Sousa e Porta Nova, Braga

Dica: Clique na data para abrir o índice excel
Dica: Use a barra de deslocamento à direita da tabela para ver mais índices. Clique nas datas para aceder aos índices.

1 - Livro não está online
2 - Índice foi transcrito da base de dados do NEPS, realizado por Maria Norberta Amorim; à excepção de algumas correcções pontuais, o índice não foi revisto/completado pelo GenealogiaFB. Poderá conter alguns registos sem a filiação dos nubentes que, no entanto, se encontra nos respectivos assentos.
3 - Índice transcrito da base de dados do NEPS,  realizado por Rui Faria.


Originalmente publicado em 22/4/2015
kwADBraga

Biblioteca
Videoteca