Repositório de recursos e documentos com interesse para a Genealogia

Logo

  • Primeiros passos em Genealogia: como começar, onde pesquisar, recursos disponíveis e outras informações.

  • Apelidos de família: de onde vêm, como se formaram.

  • Índices de passaportes, bilhetes de identidade, inquirições de genere e outros.

9 de fevereiro de 2017

9 de fevereiro de 2017 por Maria do Céu Barros comentários

Por Márcia Helena Miranda de Sousa

Fazer pesquisas no Brasil não é algo fácil, pela dimensão continental do país e/ou pela falta de fontes de pesquisas em todo seu território.
A primeira “capital” do Brasil foi Salvador (1549-1763), depois a cidade do Rio de Janeiro (1763-1960), e depois Brasília (atual). Gosto muito da imagem abaixo (desconheço o autor), pois ajuda a entenderem a dificuldade que existe em responder quando alguém diz: “Pode me ajudar a encontrar um familiar no Brasil?”
Mas não desistam. Existem muitos recursos online que poderão ajudar. A seguir encontram uma lista de ligações, com uma pequena descrição.

FONTES PARA PESQUISA DE REGISTROS ONLINE

Os REGISTROS CIVIS (nascimentos, casamentos e óbitos) passaram a ser obrigatórios em 1889, e antes disto os registros que existem são PAROQUIAIS, e nossa ÚNICA fonte de pesquisa online é o site FamilySearch, ou seja, o que não estiver lá precisará ser pesquisado pessoalmente. É claro que os registros paroquiais continuaram após 1889, as pessoas casavam no cartório e na igreja, normalmente no mesmo dia.

UNIVERSIDADE VANDERBILT
Possuí livros paroquiais digitalizados. Alguns não estão no FamilySearch.

OUTRAS FONTES POR ÁREA DE ABRANGÊNCIA

1) Todo Território Nacional
2) Alguns Estados Brasileiros
3) Estado Do Rio De Janeiro



1) TODO TERRITÓRIO NACIONAL

* MUSEU IMPERIAL DO BRASIL - O museu é no Estado do Rio de Janeiro, mas pertence à História Nacional.

* IBGE - CIDADES (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) - banco de dados com todos os municípios do Brasil, com informações atuais, e históricas (fundação) de cada uma delas. 

* HEMEROTECA DIGITAL BRASILEIRA (Biblioteca Nacional) (Periódicos antigos de todo o Brasil) – No Acervo Digital pode ser feita a busca nominal de pessoas e eventos. Tive a felicidade de encontrar notas de chegadas de navios, naturalizações, batismos, obituários, proclamas de casamentos, casamentos, e muito mais. Sugestão: procure no Estado que precisar, mas nunca deixei de procurar também no Rio de Janeiro, pois como expliquei antes, foi Capital por muito tempo, e tudo de importante estava em seus jornais.

* CADASTRO NACIONAL DE FALECIDOS - o banco de dados trás o nome das pessoas falecidas no Brasil RECENTEMENTE, ainda está longe de ser ideal, pois faltam muitos cadastros, mas é uma opção de busca. 

* CONCELHO ULTRAMARINO NACIONAL - Projeto Resgate da Biblioteca Nacional (1604-1833). Basta digitar o termo a ser pesquisado para que ele procure nas 31 bibliotecas do banco de dados. 

* DIÁRIOS OFICIAIS DA UNIÃO (DOU) - Nestes DOU já encontrei muita informação, como registro de eleitores (fornecendo a região onde a pessoa morava na época) ou convocação para o serviço militar que normalmente vinha com o ano de nascimento e nome dos pais. O acervo online da Imprensa Nacional (Oficial) compreende apenas o período a partir de 1990, os anteriores podem ser encontrados no sítio do “JusBrasil”, que antes tinha acesso gratuito irrestrito, mas agora para ver o documento completo precisa ser assinante (pagante). Faça buscas de nomes de pessoas através do Google e o resultado o redirecionará para a página do JusBrasil, o texto aparecerá um pouco truncado (erros de OCR) e para ver a folha original do jornal e desvendar o texto correctamente precisa ser "pagante". 

«Antes do Diário Oficial da União, os atos oficiais do Brasil foram publicados nos seguintes veículos impressos:
  • Gazeta do Rio de Janeiro - de 10 de setembro de 1808 a 31 de dezembro de 1822. A Gazeta do Rio de Janeiro foi o primeiro jornal editado e impresso no Brasil, criado no dia 10 de setembro; 
  • Diário do Governo - de 2 de janeiro de 1823 a 20 de maio de 1824; 
  • Diário Fluminense - de 21 de maio de 1824 a 23 de abril de 1831; 
  • Diário do Governo - de 25 de abril de 1831 a 28 de junho de 1833; 
  • Correio Official - de 1º de julho de 1833 a 14 de agosto de 1841; 
  • Jornal do Commercio (privado) -de 5 de agosto de 1841 a 31 de agosto de 1846
  • Gazeta Official do Império do Brasil - de 1º de setembro de 1846 a 1º de julho de 1848; 
  • Correio Mercantil (privado) - de 1º de agosto de 1848 a 23 de outubro de 1848; Diário do Rio de Janeiro (privado) - de 24 de outubro de 1848 a 31 de dezembro de 1854;
  • Jornal do Commercio (privado) - de 1º de janeiro de 1855 a 30 de setembro de 1862».
(Fonte)

Todos estes jornais antigos estão na HEMEROTECA DIGITAL BRASILEIRA já citada.

* BUSCA DE TELEFONES FIXOS E ENDEREÇOS - Antigamente existia um serviço telefônico (102) para ligarmos e perguntar o telefone de uma pessoa ou empresa; existiam listas telefônicas. Mas com a necessidade cada vez maior de privacidade as pessoas pediam para os números não aparecem na lista, e também não temos mais apenas uma operadora de telefonia fixa. Mas alguns sites ainda trazem estas listas, e podemos localizar os telefones e endereços das pessoas (VIVAS!). Um deles é o “102 BUSCA” e o outro é “TELELISTAS.NET”.

* LISTAGENS NOMINAIS DE NATURALIZAÇÕES CONCEDIDAS NO BRASIL
1868 - 1870 1871 1872 1873 1874 1876 1878 1879 1880/1881 - 1881/1882 - 1882 1883 1884 - 1887/1888 1888/1889

ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
Contem alguns itens interessantes. Na parte dos “Links” sugeridos, que na verdade não contem apenas links, possui fontes de pesquisa e endereços úteis, no Brasil e fora dele, então, mesmo que alguns links não estejam mais funcionais, os dados são ótimos.

PROJECTO COMPARTILHAR: Este site abriga dados e informações encontradas em documentos. Pesquisam apenas documentos referentes às famílias dos povoadores da antiga Capitania de São Vicente, bem como sua migração para o sul de Minas até meados do século XIX.


2) ALGUNS ESTADOS BRASILEIROS

O sitio está um pouco “truncado”, mas há listagens nominais de Casamentos, Processos Crimes e Inventários de portugueses, espanhóis, italianos e marroquinos daquele deste Estado. Desconheço a extensão dos dados  (período, cidades, etc.).

* ESPÍRITO SANTO - Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES) possui uma base de dados de “Registro deEntrada de Imigrantes” 

* MINAS GERAIS
  • Arquivo Público Mineiro, nele é possível fazer buscas nominais de registros de imigrantes entre 1888-1901
  • Arquivos digitalizados de Mariana - primeira cidade e capital de Minas Gerais.
    Depois de inscrever-se, vá em instrumento de pesquisa onde há uma lista cronológica e outra onomástica; abra a lista e identifique o ano e o processo.
  • Registros paroquiais de terras públicas: estão publicados aqui no blog alguns índices de registros paroquiais de terras particulares 
* PERNAMBUCO
Recife - Encontra aqui no blog alguns índices dos nomes nos livros de registo de passaportes 1761-1830

*RIO GRANDE DO SUL
Capitania do Rio Grande de São Pedro: índice de casamentos do livro 1 do Rio Grande, RS. Neste índice a maioria dos nubentes são naturais dos Açores.

* SÃO PAULO 



3) ESTADO DO RIO DE JANEIRO

BAIRROS ANTIGOS DO RJ - manipulando o mapa perceberá que ele fornece os limites dos bairros/freguesias antigos e atuais da cidade.

* FAMILYSEARCH: Algumas dioceses não permitiram que os livros de suas paróquias fossem microfilmados, o que nos deixa com uma lacuna enorme nas fontes. Dois exemplos no Estado são a Diocesede NOVA FRIBURGO e a de CAMPOS (Campos dos Goytacazes). Se precisar de algo de suas paróquias terá que entrar em contato diretamente com elas.

  • Municípios da Diocese de Nova Friburgo: Barra de São João, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Cantagalo, Carapebus, Carmo, Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Cordeiro, Duas Barras, Itaocara, Macaé, Macuco, Nova Friburgo, Quissamã, Rio das Ostras, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, Sumidouro, e Trajano de Moraes.
  • Municípios da Diocese de Campos: Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Italva, Itaperuna, Laje do Muriaé, Miracema, Natividade, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, São Francisco do Itabapoana, São José de Ubá, Porciúncula, São João da Barra, e Varre e Sai.
* REGISTROS PAROQUIAIS DE TERRAS DE MEADOS DO SÉCULO XIX (Arquivo Público do Estado do RJ)

* ESTRUTURA FUNDIÁRIA DO RECÔNCAVO DA GUANABARA (1635-1770) - neste podemos encontrar transcrições dos registros de compra/venda/doação de terras no período. Apesar de o sítio estar com as datas 1635-1770 encontrei informações entre 1573-1787. Não precisa selecionar coisa alguma, basta colocar o nome da pessoa que quer pesquisar no campo “Descrição”.

* BASE DE DADOS DO ARQUIVO NACIONAL - os documentos não estão online (precisam ser solicitados), mas há várias bases de dados para pesquisa, numa delas – Base de dados Acervo Judiciário do Arquivo Nacional – é possível encontrar registros de nascimentos, habilitações para casamentos, inventários e outros.

* PORTAL EXTRAJUDICIAL DO RIO DE JANEIRO (Corregedoria Geral da Justiça do Estado do RJ) - Entre variadas funções há um mapa que permite localizar todos os cartórios do Estado; lembrando que é nos RCPN (Registro Civil de Pessoas Naturais) que são feitos/arquivados os registros civis (nascimentos, casamentos e óbitos). 

* LISTAS NOMINAIS DE PASSAGEIROS DOS VAPORES DO PORTO DO RIO DE JANEIRO (1875-1963) - Para consultá-lo primeiro precisará fazer um cadastro (gratuito) no SIAN (Sistema de Informações do Arquivo Nacional) () e depois que estiver “logado” poderá consultar as “Listas Nominais de Passageiros dos Navios”.

* PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (PJERJ) nele há dois bancos de dados muito úteis:
  • 1) MUSEU DA JUSTIÇA - Selecionando "Parte" (pessoa envolvida no processo) é possível buscar nominalmente por pessoas que tiveram processos desde 1751, e se dar sorte, encontrar pistas de algum familiar. Encontrando o processo, o mesmo poderá ser solicitado (não estão disponíveis online).
  • 2) CONSULTA NASCIMENTO E ÓBITO - serve para encontrar registros feitos no Estado a partir de 01/Ago/2007 (data informada no BD). No caso dos óbitos, no resultado aparece a data de nascimento da pessoa, os nomes dos pais, quando a pessoa faleceu e onde está o registro (cartório, livro, nº da folha e do termo).
* DETRAN/RJ - Certidões de Nascimento/Casamento. Tendo os dados solicitados poderá saber em qual cartório, livro e folha está o registro da pessoa pesquisada. Muitas certidões ainda não estão cadastradas no sistema, e refere-se apenas a dados recentes.

* REVISTAS DO IHGB (Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro)


Veja também:
Pesquisando neste blog pela etiqueta Brasil, encontrará mais artigos relevantes. Na Biblioteca, na estante Emigração, encontra também publicações muito interessantes sobre esta temática.

Originalmente publicado em 25/07/2014
Publicado em: ,

0 comentários:

Enviar um comentário

Biblioteca
Videoteca